Empresa estagnada? Resolva esse problema!

Apesar de ter uma empresa com boa saúde financeira ela não apresenta frutos além do “normal” a algum tempo? Você pode estar com a sua empresa estagnada! 

Crescer em um mercado competitivo pode ser um grande desafio para qualquer negócio. É necessário entender a raiz do problema e encontrar formas de se reinventar e atualizar as estratégias. Para isso, confira as dicas da Belluno FIDC para sair deste problema e continuar crescendo rumo ao sucesso. 

Como saber se estou estagnado? 

Alguns pontos podem mostrar se você está com uma empresa estagnada. Alguns podem parecer simples de resolver enquanto outros podem demandar maiores esforços. Entre eles, estão:

  • Falta de formulação e alinhamento de metas;
  • Dificuldade na distribuição de tarefas internas;
  • Clientes insatisfeitos. Problemas estratégicos ou de equipe? 
  • Erros constantes e repetitivos. 
  • Pouco desenvolvimento do fluxo de caixa.

Ficou curioso e quer descobrir mais possíveis erros que podem estar estagnando a sua empresa? Confira esse blog onde citamos 4 provas de que o seu negócio pode estar estagnado.

Não deixe sua empresa estagnada

Como anda o seu plano de negócio? 

Você ainda não fez um plano de negócio? Pode ser que o motivo da sua empresa estar estagnada seja mais aparente do que parece. Caso já tenha criado o seu logo no início do seu negócio, precisa levar em conta que algum ponto dele possa não ter sido seguido a risca. O plano de negócio é um documento importante para alinhar estratégias e precisa ser revisto sempre que possível (ou necessário). 

Lembre-se que ele dá diagnósticos e apresenta alternativas que te ajudam a superar desafios que surgem durante a jornada empreendedora. Pense e lembre-se sobre os desejos para o futuro do seu negócio e entenda se é necessário mudar essa visão, assim como as metas e cronogramas estabelecidos previamente. 

Foque no equilíbrio financeiro

Tenha sempre em mente a importância do equilíbrio financeiro para não estagnar o seu negócio. É necessário equilibrar despesas e receitas e criar cronogramas para organizar seus pagamentos e recebimentos. Foque sempre em objetivos estratégicos para ampliar as chances de lucro do seu negócio. 

Tenha como base o seu fluxo de caixa e tome decisões estratégicas quando pensar em investimentos ou aquisições. Planeje também o capital de giro e o seu estoque (se existir). Se possível, automatize processos a fim de evitar desperdícios e retrabalhos, melhorando a produtividade da equipe. 

Novos talentos

Invista na sua equipe e nos recursos humanos e suas práticas, além de ter foco em reter os bons colaboradores. Aposte em treinamentos, acompanhamento e incentivos para quem ajuda a fazer o seu negócio crescer. 

Não esqueça que o custo da reposição é maior do que conceder benefícios ou recompensas. O seu crescimento tem a ver com a equipe talentosa que acompanha o seu negócio e não deixa a sua empresa estagnada. Valorize os talentos e perceba como eles poderão auxiliar em diferentes  etapas e desafios. 

Contas pessoais não são do seu negócio

Esse tópico não parece muito importante para alguns empreendedores. Afinal, uma abastecida pessoal na conta da empresa não faz diferença, não é? 

Essas “pequenas” atitudes podem prejudicar – e muito – o desenvolvimento do fluxo de caixa da sua empresa. A separação ajudará você a saber se a empresa está sendo realmente rentável. Não cumprir essa regrinha pode causar problemas tributário (já que a Receita pode entender isso como tentativa de sonegar impostos). Organize suas finanças pessoais separadamente e prepare-se para eventuais despesas inesperadas sem o apoio do caixa do seu negócio. 

Não tenha medo da concorrência

Não tenha medo de estar por dentro dos passos dos seus concorrentes. Atitudes deles podem ter a ver com uma empresa estagnada. Entenda os pontos fortes e como eles interferem na sua empresa. Não copie-os, mas agregue valor aos seus diferenciais e mostre ao público alvo o seu trabalho. 

Lembre-se da importância de investir no seu setor de marketing e de desenvolver a comunicação e atendimento, seja ele presencial ou online. As redes sociais podem ser uma aliada potente e com custo pouco elevado!

O seu cliente está satisfeito?

Tenha em mente que a satisfação do seu cliente gerará ainda mais lucro para a sua empresa. A felicidade de quem acredita no seu produto/serviço é muito importante. 

Faça pesquisas de satisfação para entender sobre seu público, melhorando ainda mais os aspectos positivos e desenvolvendo estrategicamente os negativos. Promova debates internos, afinal, a sua equipe também pode gerar ideias interessantes sobre as questões apontadas. 

Novos conhecimentos são importantes

Pode parecer difícil, mas saiba mais sobre gestão. Além de abrir sua mente você estará mais preparado para o mercado. Fique por dentro das novidades sobre inovação e esteja sempre um passo a frente. Além de te dar mais olhares por parte dos clientes, você será referência no mercado regional.

Fornecedores e parcerias

Tecnologia para otimizar processos, novidades em gestão, imóveis em pontos estratégicos e terceirizações planejadas. Esses são alguns exemplos de como fornecedores e parceiros podem ajudar a não deixar a sua empresa estagnada. 

Alguns serviços precisam ser feitos de forma profissional para aumentar as chances de sucesso. Busque por parceiros que possam te ajudar a passar por mudanças e novos desafios com sabedoria! 

 


 

Agora que você já conhece algumas dicas para acabar com a estagnação da sua empresa, que tal pô-las em prática? Se surgirem dúvidas durante o processo, entre em contato conosco pelo Facebook ou através dos contatos no nosso site. Boa sorte! 

 

Tags:

Deixe uma resposta