Borderô: o que é e qual o impacto do float

Às vezes essa palavrinha pode passar despercebida por quem não entende o que ela significa, mas nós sabemos qual o impacto do float para boas operações de crédito. Quer descobrir? Continue lendo!

O que significa float?

O float denomina o prazo existente entre o dia do depósito de um pagamento ou cheque e a recepção deste valor no banco ou entidade financeira. Ele determina a quantidade de dias que o seu dinheiro leva para chegar ao recebedor, sem que sejam cobrados juros. Durante este período, o dinheiro fica “flutuando” em conta corrente e pode ser investido pelos bancos ou corretoras em aplicações de curto-prazo, para maximizar seus lucros. Assim, é possível definir float, de forma didática, como o período pré-estabelecido de retenção de um pagamento.

Como saber se estou em vantagem?

Primeiro, você deve identificar o seu float: ele é de um, dois ou três dias? Este número dirá quantos são os dias que o seu dinheiro levará para ser recebido pelo seu banco. Para identificá-lo, é preciso conhecer os prazos vigentes pelas instituições financeiras com que você trabalha. É possível encontrá-lo, ainda, em seu borderô.

Floats de maior duração (três dias, por exemplo) requerem maior tempo de espera até a compensação de boletos e cheques, porém costumam oferecer menores taxas de juros. Cobra-se, comumente, o float D+2: além dos 30, são acrescentados 2 dias de juro. Nós, da Belluno, oferecemos diferentes opções de float, incluindo a opção D+1, de modo que a escolha seja vantajosa para o empreendedor. Desta forma podemos oferecer serviços de acordo com as necessidades específicas de cada empresa.


Agora ficou mais fácil identificar o seu float, não é mesmo? Fique atento às informações de seus pagamentos e de seu borderô. Se surgirem dúvidas durante o processo, entre em contato conosco pelo Facebook ou através dos contatos no nosso site.

Deixe uma resposta